Loading...

Coma Este Livro 01 – Gênesis: O começo de tudo

Texto: Versão traduzida de Wintley Phips – DVD Home Coming vol. 1 – The Creation.
Narrador:
Robson Caramendes
Arte da Capa: Alexandre Kapteinat
Edição e Sonorização: Dannilo Cerqueira
Duração: aprox. 05 min.

SUGESTÕES, CR͍TICAS e DÚVIDAS, Envie e-mails para: micocast@mico116.com.br

[envie o email com nome, idade, profissão e localidade!]

[ut_button color=”grey” target=”_blank” link=”http://media.blubrry.com/micocast/mico116.com.br/micocasts/cel/CEL01.mp3″ size=”medium”]DOWNLOAD MP3[/ut_button]

E Deus saiu para o espaço

E Ele olhou ao redor e disse: Estou sozinho…

Vou fazer um mundo para mim!

 

E tão longe quanto os olhos dEle podiam ver, a escuridão cobria tudo; Mais escuro do que cem meia-noites. Deus sorriu e a luz apareceu! A escuridão foi para um lado e a luz permaneceu brilhando do outro. E Ele disse: Isso é bom!

 

Então Deus alcançou e tomou a luz em Suas mãos, e enrolou a luz em Suas mãos, até ela se tornar o Sol e então Ele colocou aquele incandescente Sol nos céus e com a luz que restou depois da criação do sol, Ele juntou em uma bola brilhante e lançou-a contra a escuridão, enchendo a noite com a Lua e as estrelas! Então lá embaixo entre a escuridão e a luz, Deus moldou o mundo e disse: Isso é bom!

 

Então Ele desceu e caminhou… E por onde Ele passava, suas pegadas formavam vales e levantavam montanhas. Então Ele parou, olhou e viu que a terra era quente e improdutiva, então Ele foi até a beirada da Terra e abriu os Sete Mares. Ele piscou Seus olhos e relâmpagos faiscaram, Ele bateu Suas mãos e os trovões soaram.

E as águas que estavam sobre a Terra foram separadas. Os lagos se juntaram nos vãos da terra e os rios correram para o mar. Então, a grama verde brotou e pequenas flores abriram seus botões. Os pinheiros apontavam seus dedos para o céu e os carvalhos espalharam seus galhos. E Ele sorriu novamente e disse: Isso é bom!

 

Então Deus levantou Seus braços e balançou Suas mãos sobre o mar e sobre a terra e disse: Produza! E mais rápido do que Ele pudesse abaixar Suas mãos, peixes, feras, aves e animais, nadavam nos rios e mares, corriam nas florestas e no campo e abriam suas asas nos ares. E Ele disse: Isso é bom!

 

E Ele olhou ao redor e viu tudo o que havia criado. Olhou para Seu sol, olhou para Sua lua e olhou para Suas pequenas estrelas. Olhou para Seu mundo com todas as Suas coisas viventes, pensou e disse: Ainda estou sozinho!

 

Então Deus sentou ao lado de um vale onde poderia pensar. Sentou-se ali, perto de um profundo e largo rio; com Sua cabeça em Suas mãos e pensou: Já sei! Vou fazer o Homem.

 

E ali na beirada do rio, Ele se ajoelhou e esculpiu o barro. E o Grande Deus Todo-Poderoso, que acendeu e colocou o Sol no céu, que arremessou as estrelas no mais longínquo canto da noite, que rolou a Terra na palma das mãos; o Grande Deus, como uma mãe inclinando-se sobre seu bebê, se ajoelhou no pó, modelando um pouco de barro até formar à Sua própria imagem. Então Deus soprou sobre o homem o Fôlego de Vida… E o Homem, se torou uma Alma Vivente!

Panorama geral do livro de Genesis

O livro de Gênesis responde a pergunta “de onde vieram todas as coisas?” . Gênesis é o primeiro livro da bíblia e o primeiro do pentateuco (os cinco livros de Moisés). Ele conta a história de como o povo de Israel começou como nação, mas o autor começa tudo desde o princípio, além do começo do povo escolhido, ele relata o começo da vida na Terra. A terra, o céu, os mares, luz, trevas, os animais, plantas, astros celestes. A perfeição criada por Deus é relatada com maestria e singularidade nos primeiros capítulos da Bíblia.

“No princípio criou Deus os céus e a terra” Gn 1:1

O universo teve um princípio, criado por Deus a partir do nada. As histórias da criação das culturas do antigo Oriente Médio geralmente informam que os deuses haviam usado os materiais preexistentes. Gn 1:1 desafia esse conceito ao deixar subentendido que Deus criou a partir do nada (ver Hebreus 11:3).

No original hebraico, o verbo está ligado à atividade criadora divina (Sl 33:6,9; Am 4:13), embora nem sempre se defina como criação do nada. No início a terra era sem forma e vazia, em um estado desorganizado, e a partir daí as formas começam a ser tomadas.

A progressão da criação passa cronologicamente do ato de formar para preencher, conforme tabela abaixo. Observe a estrutura literária semelhante que também se torna visível nas diferentes fórmulas usadas ao longo do relato. Cada dia narrado é literal, obedecendo uma ordem cronológica, provendo separação e ordem, sendo assim, Deus, um ser atemporal, criou também ali, no início, o tempo. Os dias são são divididos entre “tardes”e “manhãs”, o que sugere um dia normal, com uma semana literal. A interação entre a luz, vegetais e animais demanda a literalidade, exige um período curto. Além de que o dia de descanço, no sábado, é um memorial da semana da criação, mais uma vez deixando claro a literalidade.

Tudo foi criado mediante a palavra de Deus. E DEUS DISSE é a cooperação entre o verbo e o Espírito Divino. João 1:1-3 atribui a atividade criadora ao Verbo, o Cristo pré-encarnado (Ef 3:9, Cl 1:16, Hb 1:2).

Deus determinou limites, uma vez que a ordem é oposta ao caos, sendo assim, importantes durante a construção do tabernáculo, ressaltando o elo com a criação.

E VIU DEUS QUE ERA MUITO BOM: essa avaliação não reflete apenas o sexto dia, mas toda a criação. Ela declara a perfeição da criação, de forma bem-sucedida.

• Dannilo Cerqueira

2016-11-06T18:20:55+00:00