Quem tem sido o seu ídolo?

“Não terás outros deuses diante de mim.” Êxodo 20:4

É uma pergunta difícil de responder, sei disso na pele, porque, normalmente, o crente tem um grande problema em admitir que coloca algo ou alguém na frente de Deus em seu coração. Isso é reflexo de uma sociedade que não consegue mais distinguir quando algo toma o lugar das coisas espirituais.

Muitas vezes eu falava que “não tinha nada a ver”, que eu tinha ciência e controle que um time de futebol, às vezes até um seriado, não iria tomar frente de nada. Que menino ingênuo eu sou. Não temos controle de nada por nós mesmos, isso é um fato. Coisas, que para nosso olhar analítico pode parecer bobagem, pode se transformar em uma barreira entre nós e Deus.

Mas como então podemos saber se algo ou alguém se tornou um deus em nossa vida? Não é nenhum bicho de sete cabeças, mas antes de qualquer coisa é preciso pedir uma direção divina para que você admita que esteja errado em algo. Agora faça a você mesmo algumas perguntas básicas:

  • “Com o que eu priorizo a maior parte do meu dia?”
  • “Qual a primeira e a última coisa que eu faço no dia?”

O ideal é que a resposta seja sempre que passamos a maior parte do dia em comunhão com Deus, com uma constante leitura da Bíblia, e que começamos e terminamos o nosso dia com uma boa conversa com Deus por meio da oração. Mas na maioria das vezes, que na época que eu me fiz essas perguntas, nem chegava perto de ser essa maneira ideal de comunhão com Deus, pois o ser humano hoje é levado pelo mundo a priorizar tudo, menos o lado espiritual.

Satanás sabe que nos afastando de Deus, estaremos cada vez mais longe da salvação. Então, neste mundo, não nos falta estímulos a perder horas e mais horas assistindo grandes produções cinematográficas, denominando alguns seres humanos para serem ovacionados por muitos como uma “estrela”, o trabalho e às vezes os estudos, ou até mesmo horas na frente de um computador ou em um console para conseguir zerar aquele jogo altamente estimulante! Cada vez mais, as pessoas rotulam a leitura da Bíblia ou os livros de profecias como “literaturas chatas e monótonas”, enquanto se esbaldam e ficam entusiasmadas com livros que exploram a ficção ou até mesmo o ocultismo.

Vivemos em uma guerra pela nossa alma constantemente, e o inimigo de nossa alma não tem medido esforços para nos aprisionar neste mundo. Não caia no erro em achar que algo que não coloca Deus como o centro das atenções seja inofensivo. Devemos, cada vez mais, nos empenhar no estudo da Bíblia, na oração e ter mais cuidado em filtrar o que é certo e errado, pois o fim está próximo e precisamos estar prontos e fortes para receber a volta do nosso Senhor Jesus Cristo.

By | 2014-06-06T22:13:43+00:00 março 31st, 2014|blog| Comments